sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Rio, Sol e Alegria - O Samba é a Musica

























Tiragem especial para a Secretaria de Turismo da Guanabara.

Aquarela do Brasil
(Ary Barroso) - Faixa nº 7



Brasil
Meu Brasil brasileiro
Meu mulato inzoneiro
Vou cantar-te nos meus versos

O Brasil samba que dá
Bamboleio que faz gingar
O Brasil do meu amor
Terra de Nosso Senhor
Brasil! Brasil!
Pra mim pra mim

Ô abre a cortina do passado
Tira a mãe preta do cerrado
Bota o rei congo no congado
Brasil! Brasil!

Deixa cantar de novo o trovador
À merencória luz da lua
Toda a canção do meu amor
Quero ver essa dona caminhando
Pelos salões arrastando
O seu vestido rendado
Brasil! Brasil!
Pra mim pra mim

Brasil terra boa e gostosa
Da morena sestrosa
De olhar indiscreto
O Brasil verde que dá
Para o mundo se admirar
O Brasil do meu amor
Terra de Nosso Senhor
Brasil! Brasil!
Pra mim pra mim

Ô esse coqueiro que dá coco
Oi onde amarro minha rede
Nas noites claras de luar
Brasil! Brasil!

Ô oi essas fontes murmurantes
Oi onde eu mato a minha sede
E onde a lua vem brincar
Oi, esse Brasil lindo e trigueiro
É o meu Brasil brasileiro
Terra de samba e pandeiro
Brasil! Brasil!
Pra mim pra mim

13 comentários:

Adelino disse...

Helô, linda capa. Eu escrevo o comentário ouvindo o ótimo som da canção escolhida... Que blog mais confortável... É luxo só...
Beijos, parabéns. Ótima semana.

Angela disse...

Você não existe, minha querida, onde você encontra tanta Maravilha?

Acho que sei! No seu coração...

:)

Beijos

valter ferraz disse...

HeLô,
parabéns pela indicação na coluna do Gravatá.
O trabalho quando é feito com amor e carinho, sempre é reconhecido.
Beijo, querida

Paulo disse...

Heloisa
Maravilha! Se soubesse usar essa "coisa" mandaria para vc dois LPS um da boite drink..com Miltinho como crooner e um outro Do Silvio Caldas na Boite Casablanca ( Num encontro casual com o Silvio me falou que esse era o LP que ele mais gostava)
Parabéns e renovo minha torcida para o sucesso que já conheço faz tempo.
Paulo

BETO PALAIO disse...

APENAS UM SAMBINHA!

Dizem que Ari Barroso teria perguntado a um calouro em seu programa de rádio:

- O que é que o amigo vai cantar?

O sujeito responde:

-Vou cantar um sambinha...

Ari pergunta:

- Qual o nome do sambinha?

Simplório, o rapaz diz:

- Vou cantar AQUARELA DO BRASIL...

(Testemunhas disseram que Ari teria se irritado)

- Sambinha é a PQP!!!

Sheila Leirner disse...

Helozinha, acabo de descobrir "Rio em Disco". Estou com a Angela-lá-do-Afeganistão: realmente você só pode "encontrar tanta maravilha no seu coração"! Beijos, saudades :-)

Vânia Regina disse...

Vc merece...uma pessoa que se preocupa com a cultura brasileira merece muito mais.
Bjs

tereza disse...

Helô, você sabe que venho sempre aqui.
Indicação na coluna do Gravatá merecidíssima.
Bjs

Aninha Pontes disse...

Merecida mesmo.
Você Helô, uma pessoa séria, que faz as coisas com seriedade e capacidade,
Parabéns.
Gosto de te ver ativa e mostrando seu valor.
Um beijo querida.

Luci Lacey disse...

Helo

Vim do Perplexoinside, ja ouvi muitas musicas.

Belo acervo, gostei mesmo.

Abracos

http://hippopotamo.blogspot.com/

lu dias / bh disse...

HELÔ,

parabéns por este blog maravilhoso e muito brasileirinho.

O nosso Ary estava muito inspirado ao escrever esta prenda.

Agora eu vou aprender muito sobre música.

Já faz parte dos meus favoritos.

Grande abraço, lindinha!

Adelino disse...

Helô, com sua licença:

BETO PALAIO, existe uma outra do Ary Barroso em que no mesmo programa de calouros ele teria perguntado:
- O quê o senhor vai cantar?
- Vou tentar cantar uns "velsos" de Aquarela do Brasil...
E o Ary, furioso:
- O senhor vai embora daqui, porque nos meus "velsos" o senhor não vai cantar não...
(E veio o famigerado gongo...)
Beijos, Helô. Abraços Palaio.

PS - Palaio, eu tive a honra de ver o Ary e sua gaitinha irradiando futebol em São Januário, sabia? Mas isto é outra história, não é samba, nem disco...

BETO PALAIO disse...

Adelino,

Que maravilha essa sua versão.

Me lembrou de uma passagem do gago no programa PRK30, dos impagáveis Lauro Borges e Castro Barbosa:

- O senhor vai cantar o que?

- Um sa-sa-sa...

- Um sa-sabão?

- Não... Vou cantar um sa-sa-samba...

Legal você ter visto tudo isto de perto...