segunda-feira, 25 de agosto de 2008

50 Anos de Bossa Nova - I

A belíssima coleção de 10 CD's, "The Universal Bossa Nova Collection" (2008), traz gravações originais de artistas consagrados da Bossa Nova e belos desenhos do Rio em suas capas. Em homenagem aos 50 anos da Bossa Nova, trarei dois discos por semana, cada um com duas faixas.

Instrumental Bossa Nova - vol. 3


























Tristeza de Nós Dois
(Durval Ferreira, Maurício Einhorn e Bebeto) - faixa nº 5
Instrumental: Luiz Eça



Quando a noite vem
Vem a saudade
Do carinho seu
Olha meu amor
Chego a pensar
Que o nosso amor
Não morreu

Quando esta tristeza
Vem falar
Das coisas de você
Ouço a tua voz no ar
Vejo o teu olhar no céu
A chorar como eu

***

Chora Tua Tristeza
(Oscar Castro Neves e Luvercy Fiorini) - faixa nº 9
Instrumental: Conjunto Oscar Castro Neves



*******

The Boys From Ipanema - vol. 2


























Maria Ninguém
(Carlos Lyra) - Faixa nº 01
Canta: Carlos Lyra



Maria Ninguém
É Maria e é Maria meu bem
Se eu não sou João de Nada
A Maria que é minha
É Maria Ninguém

Maria Ninguém
É Maria como as outras também
Só que tem que ainda é melhor
Do que muita Maria que tem por aí

Marias tão frias cheias de manias
Marias vazias pro nome que tem

Maria Ninguém
É um dom que muito homem não tem
Haja visto quanta gente que chama Maria
E Maria não vem

***

Preciso Aprender a Ser Só
(Marcos Valle e Paulo Sérgio Valle) - Faixa nº 04
Instrumental: Conjunto Roberto Menescal



Ah se eu te pudesse fazer entender
Sem teu amor eu não posso viver
E sem nós dois o que resta sou eu
Eu assim tão só

E eu preciso aprender a ser só
Poder dormir sem sentir teu amor
Saber que foi só um sonho e passou.

Ah o amor
Quando é demais
Ao findar leva a paz

Me entreguei sem pensar
Que a saudade existe e se vem
É tão triste ver

Meus olhos choram a falta dos teus
Estes teus olhos que foram tão meus
Por Deus entenda
Que assim eu não vivo
Eu morro pensando no nosso amor

*As músicas foram retiradas dos LP's originais.

3 comentários:

FIGBATERA disse...

Beleza, Helô,
a bossa-nova merece, sempre, todas as homenagens; e o Rio de Janeiro continua lindo...

ana de toledo disse...

Isso é coleção pra uma vida inteira!
Srta. Oshiro já tá chegando junto!!
Ouvimos muita bossa nova juntas!!
Beijão

Adelino disse...

Helô, eu nunca fui muito chegado a Bossa Nova, mas as canções que tem apresentado são maravilhosas de se ouvir. E não me canso de falar do sonzão que está bem equilibrado, equalizado. Continuo adorando o Rio em disco.
Beijos. Ótimo final de semana.