terça-feira, 13 de abril de 2010

Sacha no Sacha's - (1958)


























Na capa do disco, Sacha Rubin em sua boate Sacha's. Localizada na rua Padre Antônio Vieira, no Leme, a boate era um misto de bar, restaurante e night club.


No Rio, o SACHA'S é mais que o nome de uma "boite". É o ponto de referência do "haute monde" brasileiro e onde, de passagem, podemos ver nobres e aristocratas, artistas de Hollywood e da Europa, diplomatas e ministros de Estado.
Original na sua decoração, exótica sem ser sofisticada, gira, vive, existe, entretanto, em razão de uma única pessoa: SACHA! Profundo conhecedor do mundo, geográfico e humano, SACHA é tudo menos um homem de negócios. Fino no trato, elegante no trajar, impecável como recepcionista é, contudo, como pianista que êle nos seduz e fascina. Sempre em dia com o repertório internacional, conhece o gôsto de cada um e como tocar para todos. Às vezes é ágil e nervoso, outras lento e romântico. SACHA domina o teclado com maestria só encontrada naquêles que sentem o que executam, vibram com o que interpretam, porque, principalmente, SACHA vive para tocar. Tudo isso, porém, é o resultado de mais de 20 anos de viagens, experiência e observações.
(Parte do texto da contracapa do LP)

Se Acaso Você Chegasse
(Lupicínio Rodrigues e Felisberto Martins) - Faixa n° 03
Sacha ao piano



Se acaso você chegasse
No meu chateau e encontrasse
Aquela mulher que você gostou
Será que tinha coragem
De trocar nossa amizade
Por ela que já lhe abandonou

Eu falo porque essa dona
Já mora no meu barraco
À beira de um regato
E de um bosque em flor
De dia me lava a roupa
De noite me beija a boca
E assim nós vamos vivendo de amor

2 comentários:

Sydney disse...

Sachas.. Sachas... conheci nos bons tempos do Rio. Noitadas alegres.. elegantes e seguras.
Valeu pela lembrança.

BETO PALAIO disse...

Saudade imensa, mas com sabor de cubalibre...